Fórum iRS debate nesta terça-feira soluções para o futuro do Estado

Os resultados da quarta edição do Índice de Desenvolvimento Estadual – Rio Grande do Sul (iRS) e propostas para avançar nas áreas que mais preocupam os gaúchos ou em que o ritmo do progresso é lento serão debatidos nesta terça-feira (22). O Fórum iRS — Caminhos para o Futuro do RS vai reunir, das 8h30min às 13h, no auditório térreo do prédio 50 da PUCRS, na Capital, especialistas para trocar ideias e tentar apontar soluções.

Acesse os dados da pesquisa em site especial

Com dados de 2015, último ano com as informações de todas as variáveis analisadas disponíveis, o iRS mostrou que o Estado teve o segundo ano consecutivo de queda na qualidade de vida, na contramão da média nacional, que avançou em relação a 2014. No ranking geral, o Rio Grande do Sul permaneceu na quarta colocação, mas aumentou a distância em relação aos três primeiros colocados. Ao analisar as três dimensões utilizadas no índice, os gaúchos estão em quinto em padrão de vida, em terceiro em longevidade e segurança e em oitavo em educação.

Leia mais:
Com crise e homicídios, qualidade de vida no RS cai
RS tem o segundo ano de recuo no índice padrão de vida
Aumento da violência afeta indicador longevidade e segurança do RS

A inclusão escolar e a qualidade do ensino parecem ser um dos maiores desafios. No tripé que forma o indicador, é o ponto no qual o Rio Grande do Sul vai pior na comparação com seus pares.

O coordenador do curso de Pedagogia da UFRGS, Sergio Franco, avalia que, para o Estado recuperar terreno, é preciso atacar várias frentes ao mesmo tempo. Entre os pontos, problemas estruturais como de valorização dos professores, investimento em formação continuada e infraestrutura da rede, mas também aspectos que podem ser enfrentados pelas próprias instituições de ensino.

— As escolas têm hoje muita autonomia. Podem encontrar soluções para estreitar a interação com a comunidade, melhorar a infraestrutura, fazer projetos para buscar recursos e apoio material. Isso passa por direção, professores e pais — diz Franco.

Na área de segurança, o aumento dos homicídios mostrado no iRS assusta. O coordenador do Núcleo de Segurança Cidadã da Faculdade de Direito de Santa Maria (Fadisma), Eduardo Pazinato, entende que a reação passa por iniciativas como retomar o controle dos presídios, programas que conciliem aumento de policiamento em áreas conflagradas e projetos de inclusão social, prevenção à evasão escolar e capacitação profissional para jovens, além de ações integradas que unam Polícia Civil, Brigada e guardas municipais.

A retomada do protagonismo econômico do Estado, com reflexo na renda e no emprego, é outro tema que inquieta. A economista Maria Carolina Gullo, diretora da área de conhecimento de Ciências Sociais da Universidade de Caxias do Sul (UCS), sustenta que o avanço depende de medidas que retomem a competitividade. Nesse ponto, melhorar a infraestrutura de transporte é essencial, sustenta, lembrando que hoje o Estado tem rodovias precárias, não é bem servido por ferrovias e falta um aeroporto voltado a cargas.

— Isso causa problemas tanto para produzir quanto para distribuir — afirma Maria Carolina.

A solução, sugere, passa pela discussão sobre o tamanho do Estado e consequente maior concretização de parcerias público-privadas. O mesmo vale para educação, base para o Estado ter mão de obra qualificada, prossegue a economista. Para Maria Carolina, o poder público deveria se concentrar no Ensino Fundamental e, à medida que se avance para o Médio e Superior, dar mais espaço para escolas e universidades privadas, com governos comprando vagas.

_____________
PROGRAMAÇÃO

Inscrições no local — auditório térreo do prédio 50 da PUCRS

8h – Credenciamento

8h30min – Apresentação do iRS, com Ely José de Mattos, coordenador da equipe do iRS, e Camila Toigo, bolsista do projeto

9h – Painel Emprego e Renda, com Flavio Comim e Izete Bagolin
Mediação: Giane Guerra

10h30min – Painel Educação e Saúde, com Bettina Steren dos Santos e J.J. Camargo
Mediação: Rosane de Oliveira

11h30min – Painel Segurança, com Rodrigo Ghiringhelli Azevedo e Luciano Vaccaro
Mediação: Carlos Etchichury

12h30min – Considerações finais e encerramento

Fonte: Zero Hora - http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/economia/noticia/2017/08/forum-irs-debate-nesta-terca-feira-solucoes-para-o-futuro-do-estado-9876198.html